me add Follow Us on Twitter Be our fan on Facebook
Portal Portal da Mulher
Receba notícias por e-mail:

g
g

Excelente forma de se amarrar cachecol de crochê

[ ... ]

Véus de Noiva Rosa Clará

A coleção de véus da marca espanhola Rosa Clará de, veio com inspiração nos anos 20 e abusa dos tules de seda e rendas, para dar aquele look vintage (viram que eu aprendi o que é vintage?) que tanto amamos! continue e lendo no site
[ ... ]

Como conquistar um bronzeado saudável

Dermatologista dá dicas e ensina o que fazer quando a vermelhidão aparece

Aproveitar o verão para conquistar a pele bronzeada dos sonhos parece uma ideia ótima. Contudo é preciso tomar cuidado com a radiação solar e com os hábitos durante a exposição ao sol. O dermatologista Rodrigo Motta ensina como conquistar um bronzeado saudável. Continue lendo no site


[ ... ]

Moda Evangélica - Dicas de looks para as festas de final de ano!

final do ano está se aproximando e com ele todas as suas festas e eventos. Pensando na loucura que é montar looks para todos, nós selecionamos algumas de nossas peças e montamos alguns para vocês se inspirarem.

Look 1:  Os vestidos longos e fluidos são muito elegantes e vão muito bem em festas e eventos noturnos, mesmo os estampados. Combine com sandálias de salto delicadas e femininas e uma clutch, não muito pequena, no mesmo tom se o vestido for estampado, e se for liso, pode brincar com as cores ou combinar com uma mais elaborada.


imagem


[ ... ]

Dicas: Cores de batom para mulheres Negra


Cores de batom estão disponíveis em uma ampla gama de belos tons. Batom é uma maneira fácil, e de baixo custo para adicionar cor e brilho ao seu rosto.

Existe tons que embeleza a sua pele, existem algumas dicas para selecionar suas melhores cores. Continue lendo no site

[ ... ]

Aprenda a fazer Salada grega





Faça você também esta deliciosa, simples e fácil Receita de Salada grega. Continue lendo no site
[ ... ]

Legging metalizada - Sensação das academias


Legging metalizada
As calças são produzidas com o acabamento cirré, semelhante ao vinil , para criar o efeito ‘metálico’. Sensação nas academias, a legging metalizada ou com efeito emborrachado, vem em cores lindas,...
[ ... ]

Mulheres são mais responsáveis com o pagamento de suas dívidas


 Um levantamento feito pelo Banco do Brasil, a partir dos dados de sua carteira de crédito de março de 2011, demonstra que as mulheres  costumam pagar mais em dia do que os homens, quando se trata de obrigações bancárias. Em um grupo de 1 mil clientes, elas são 26 contra 29 homens a levar mais de 90 dias para quitar uma dívida atrasada.
O principal produto adquirido por ambos é o crédito pessoal para pessoa física. “O CDC para pessoa física tem uma taxa de inadimplência menor e vai melhorar com o cadastro positivo”, acredita o gerente-executivo da Diretoria de Crédito do BB, Ewerton Gonçalves Chaves. “Ele é feito para beneficiar o melhor pagador, e como as mulheres têm essa característica, elas serão muito beneficiadas”.
O segundo produto mais popular entre as mulheres, em compensação, é o rotativo cartão de crédito. Entre os homens, por sua vez, o tipo de crédito ao consumo mais frequente, depois do CDC, é o financiamento.
“Ainda é importante dizer que o saldo que temos com as mulheres também é muito expressivo”, lembra Chaves. Isso porque a carteira de crédito para pessoa física (excluindo o financiamento rural) para homens era de R$ 46,5 bilhões, enquanto que, para as mulheres, ficou em R$ 39,9 bilhões, em março de 2011.
Destaque para elasA tendência de a mulher ser menos inadimplente não se repete ao longo de todo o ciclo de vida. Distribuindo a amostra por faixa etária, nota-se que a inadimplência é maior entre as mulheres com até 40 anos, quando elas passam o bastão para os homens, que lideram os índices de não pagamento daí em diante.
Se pegarmos os percentuais de inadimplência de acordo com o estado civil, temos os homens solteiros e viúvos com níveis mais altos, e os casados com os mais baixos:
Estado civil Homens  Mulheres 
Solteiros (as)4,9%3,7%
Casados (as)2,3%2,2%
Viúvos (as)3,4%2,3%
Outros3,7%2,1%
Para Chaves, esses números mostram que as mulheres cumprem um papel importante na vida dos homens, no sentido de orientá-los a administrar melhor seu orçamento. “A mulher tem necessidade de controle melhor das finanças da casa. E a mulher mais madura tem ainda mais consciência disso”, diz.
Conheça os limitesO primeiro passo para controlar as finanças, de acordo com o levantamento do Banco do Brasil, é entender por que as contas estão sempre no vermelho - e isso vale para homens e mulheres. Um dos principais motivos é que as pessoas não enxergam o cartão e o cheque especial como instrumentos de crédito e, assim, usam o limite como se fosse extensão da própria renda.
Assim, nem todos os consumidores têm certeza onde termina o próprio dinheiro e onde começa o crédito oferecido pelo banco. Por isso, além de conhecer bem e saber usar as soluções, é preciso organizar o dinheiro no tempo. E é isso que as mulheres demonstram fazer, de acordo com a pesquisa.
Tome as rédeas do seu orçamentoA relação de amor e ódio que as mulheres mantêm com o cartão de crédito se tornou senso comum. Quantas já cogitaram tirá-lo da bolsa para evitar compras por impulso? Pode parecer radical, mas muitas recorrem a atitudes assim para controlar as finanças.
Porém, o gerente-executivo da Diretoria de Crédito do BB destaca outro ponto essencial para os consumidores pensarem. “Achamos importante casar os débitos com a entrada de dinheiro. Adiar em dez ou 15 dias as compras não vai fazer grande diferença, mas pode ajudar a pagar em dia os financiamentos e a fatura do cartão de crédito”, indica.
Ele ainda lembra que existe mais de uma possibilidade de data para a fatura do cartão de crédito e também da cobrança da parcela do financiamento. “Procure ajustar as datas já no momento de fechar o negócio, para evitar problemas futuros”, complementa.
Por: Fernanda de Moraes Bonadia infomoney
[ ... ]

Influência feminina no orçamento é admitida por 82% dos homens


 Um total de 82% dos homens casados ou que estão em união estável admitem que as mulheres  exercem influência significativa naadministração do orçamento doméstico. A informação do Instituto Data Popular foi divulgada na última terça-feira (9) durante a inauguração do portal Tempo de Mulher.
De acordo com o estudo, o poder de decisão feminino também é reconhecido pelos homens em outras esferas. No planejamento das férias, por exemplo, 82% deles admitem que elas mandam e outros 65% dizem que são elas que administram suas finanças pessoais.
ComprasQuando o assunto são as compras, 86% dos maridos e companheiros dizem que elas influenciam nos alimentos que eles consomem, 82%, nos produtos de higiene e beleza que eles usam e 77%, no vestuário.
A influência feminina, dizem, pode ser notada ainda na compra do veículo da família (69%) e de produtos de tecnologia (56%).
O Data Popular ouviu 9.141 homens em 251 municípios de 26 estados brasileiros.
Por: Gladys Ferraz Magalhães infomoney


[ ... ]

MULHERES: NOVA CLASSE MÉDIA RESPONDE POR QUASE METADE DA RENDA FEMININA DO PAÍS


 A renda da mulher da nova classe média brasileira responde por quase metade da renda feminina do país, segundo revela pesquisa realizada pelo Instituto Data Popular, intitulada Tempo de Mulher.
De acordo com o estudo, a renda das mulheres da classe C  equivale a 47,1% do total da renda da mulher brasileira. As classes A e B aparecem em seguida, com 22,2% e 20,7% dos ganhos, respectivamente.
Já a renda feminina da classe D equivale a 9,6% do todo, enquanto que as mulheres da classe E respondem por apenas 0,5%.
RendaAinda conforme apuração do Data Popular, o aumento do trabalho formal fez com que a renda feminina no Brasil crescesse 68,2%, desde 2002, passando de R$ 412,4bilhões para R$ 693,5 bilhões.
No mesmo período, entre 2002 e 2011, a renda masculina cresceu somente 43,1%.
Por: Gladys Ferraz Magalhães infomoney
[ ... ]

Casa e Decoração - Planejados ou exclusivos?

Planejados ou exclusivos?
Misturar móveis sob medida com outros mais exclusivos é a pedida para quem quer uma decoração personalizada e ao mesmo tempo funcional
ornare Planejados ou exclusivos?
Não existe uma fórmula para reformar ou decorar uma casa. Mas tenho as minhas opiniões e alguns segredos sobre o assunto que gostaria de compartilhar com vocês. Um deles é sobre a dicotomia que algumas vezes se estabelece entre móveis planejados e móveis exclusivos.
Alguns são contra os planejados porque deixam os ambientes pasteurizados, sem identidade. Outros preferem os planejados porque são mais práticos e funcionais.

Nem tanto ao mar, nem tanto à terra. Prefiro o meio do caminho. Eles podem conviver harmonicamente e você pode tirar partido dos dois. Para quem quer uma casa confortável, aconchegante e personalizada e, ao mesmo tempo, funcional e organizada, o ideal é misturar móveis sob medida com outros mais exclusivos.
Não podemos negar que os planejados facilitam a vida na hora de organizar. Os fabricantes se preocupam com esse aspecto cada vez mais. O fato de ser sob a medida das necessidades de cada um já é uma forma de ocupar o espaço de maneira racional, evitando a falta e o excesso.
Além disso, eles já vêm com divisórias, prateleiras na altura certa, gavetões para panelas e uma série de itens que ajudam a organizar. E têm a capacidade de esconder coisas que não queremos mostrar e até mesmo de se tornarem quase invisíveis – quando os puxadores ficam escondidos ou as portas espelhadas.
Mas concordo que se decorarmos só com planejados, não vamos atingir aquela marca pessoal e exclusiva que a gente tanto gosta. Por isso, o ideal é optar pela mistura: sob medida, quando têm a função de guardar coisas, em ambientes como closet, cozinha, banheiro e home theater. E deixar os exclusivos, personalizados, com design assinado ou customizados para o restante.
Mesmo nas áreas que citei como cozinha e home theater, é perfeitamente possível fazer uma composição bacana de planejados com outros mais personalizados.
Ver�nica Fraga

Por Veronica Fraga

Jornalista especializada em design de interiores, fotógrafa e personal organizer. É diretora da agência de organização de residências e escritórios e do blog de decoração Um Brinco.
E-mail: veronica@dicasdemulher.com.br
Site: http://www.umbrinco.com
[ ... ]

7 dicas para uma escova perfeita

Conheça alguns segredos para fazer sozinha uma escova igual à do salão

escova perfeita 7 dicas para uma escova perfeita












Para ter fios lisos e impecáveis não é preciso sair de casa. É só usar os produtos e acessórios certos e ter um pouco de prática para conseguir um efeito incrível, igual ao da escova feita no salão. Conheça agora 7 dicas para uma escova perfeita.
1. Os cuidados para uma escova perfeita começam na hora de lavar o cabelo. Prefira usar xampus e condicionadores de efeito liso e atenção na hora do enxágue para não deixar 

2. Antes de começar, passe um produto pré-escova. Esses produtos podem ser encontrados em versão creme ou fluido e são termoativados, ou seja, entram em ação quando em contato com o calor do secador, formando como uma capa protetora nos fios.
3. Começar a escova sem retirar o excesso de água do cabelo pode deixar os fios pesados e sem movimento, sem falar que isso pode deixar o cabelo com aqueles fiozinhos arrepiados do efeito frizz. Use uma toalha para enxugar um pouco o cabelo e termine de tirar a água com o secador, mas sem usar a escova.
4. Escolher a escova certa também é outra dica para conseguir um liso perfeito. Para quem tem o cabelo comprido, o melhor é usar aquelas mais grossas, de alumínio. No caso de quem tem cabelo curtinho, usar uma escova fina vai facilitar a tarefa.
5. Para não se atrapalhar na hora de fazer a escova, divida o cabelo em quatro mechas largas. Primeiro, faça uma risca vertical no meio da testa até a nuca, depois, outra risca horizontal, de orelha a orelha. Prenda as partes superiores e comece a fazer a escova pelas partes de baixo.
6. A forma como você direciona o jato de ar do secador pode influenciar no resultado da escova. O bico precisa ser posicionado na diagonal e o jato de ar deve seguir no sentido da raiz para as pontas. Lembrando que para preservar a saúde dos fios é preciso manter o secador a uma distância de 10 cm da cabeça.
7. Para finalizar a escova, coloque o secador na opção jato frio e jogue o vento sobre o cabelo. Esse truque ajuda a fixar o efeito liso, deixa os fios mais soltinhos e super brilhantes.

Mais dicas

Agora que você já conhece alguns dos segredos para uma escova perfeita, é só coloca-las em prática. Mas antes de ligar o secador, confira o vídeo abaixo que traz mais algumas dicas e mostra o passo-a-passo de como fazer escova em casa.



Via Dicas de Mulher
[ ... ]

CONTAS EM DIA, CASAMENTOS MAIS FELIZES

A desorganização financeira pode complicar bastante a vida de um casal, afirma articulista


O amor romântico é uma das maiores forças que existem. Ele resiste a tudo e transcende completamente questões materiais e temporais. O amor se basta, por si só. Ao menos é o que gostamos de acreditar.


Na vida real, questões materiais são responsáveis por mais abalos em casamentos e relações afetivas do que gostamos de acreditar. Muitos estudos apontam o dinheiro (mais frequentemente a falta dele) como um dos principais fatores (ou o fator principal) que levam casais a se separar ou divorciar. Diferentes estilos de "enxergar" o dinheiro, ou de se organizar financeiramente, podem dar origem a pequenas tensões que, aos poucos, vão ganhando a intensidade de um abalo sísmico.

Quando conhecemos alguém e decidimos embarcar em um relacionamento afetivo de longo prazo, pesamos uma série de fatores: a aparência física da pessoa, seu nível cultural e social, seu "papo", se é uma pessoa carinhosa e afetuosa, entre outras coisas. Frequentemente esquecemos (ou negligenciamos) as implicações materiais dessa relação: como os recursos serão obtidos e geridos. Nossa cultura não vê com bons olhos misturar afeto com dinheiro, ainda que esses assuntos já sejam intrinsecamente misturados, gostemos disso ou não. É "feio" falar de dinheiro e finanças com a pessoa que a gente ama, pode dar a sensação de que somos mesquinhos ou inseguros, e de que não damos tanto valor assim ao amor "puro e simples".

Podemos fazer o máximo que pudermos para afastar esse assunto de nossas vidas afetivas, mas em algum momento ele virá bater à nossa porta. Quando aquele amor puro e juvenil virar uma relação com filhos, obrigações e problemas, o assunto terá que ser abordado, de um jeito ou de outro. Quanto mais cedo esses assuntos forem abordados, menor a chance de que ele caia como uma "bomba" sobre nossas cabeças no momento mais inconveniente possível.

Como já vimos, os problemas financeiros em um relacionamento costumam começar de uma forma mais leve e discreta, e o assunto vai ganhando importância progressivamente. Em alguns casos, talvez o esgarçamento do relacionamento tenha sido tão grande que uma recuperação da paz e da harmonia conjugal é pouco provável.

Porém, na maioria dos casos, com um pouco de organização, boa vontade e uma boa dose de auto-conhecimento, é perfeitamente possível colocar o relacionamento novamente em direção ao sucesso.
A seguir alguns pontos interessantes a serem observados pelos casais. Eles podem ser a diferença entre um casamento próspero e bem-sucedido e uma relação fadada a engrossar as estatísticas de divórcios e separações.

1º - Definam os valores do casal

Os valores são os princípios que servem de "guia" para o casal. Conceitos como "amizade", "companheirismo", "fidelidade" etc são exemplos de valores. Aspectos financeiros e materiais também devem ser contemplados nos valores do casal. Conceitos como "liberdade de tempo", "segurança financeira" e "abundância material" são valores que expressam nossa postura com relação ao dinheiro e a nossos recursos. O casal deve ter uma visão muito clara de seus valores, inclusive aqueles que dizem respeito ao dinheiro.

Se um dos membros do casal acha importante ter abundância, e o outro se contenta com uma "vidinha tranqüila", então isso terá que ser equalizado.

2º - Estabeleçam os objetivos do casal

Uma vez estabelecidos os valores do casal, deve-se começar a definir aquilo que o casal quer, observando que objetivos e valores não podem ser conflitantes. O tipo de casa onde se deseja morar, a quantidade de filhos que se quer ter, como vão criá-los, se terão um imóvel de lazer, se vão viajar todo ano, etc. Isso deve fazer parte da lista de objetivos.

3º - Conheçam a si mesmos

Cada membro do casal deve ter uma visão muito clara sobre seus respectivos "eus financeiros", ou seja, que tipo de pessoa eles são com relação ao dinheiro. Quanto ganham e até onde estão dispostos a ir para ganhar mais e, mais importante, qual é o padrão de gastos de cada um. A atitude das duas partes do casal deve ser coerente com os valores e com os objetivos.

4º - Façam uma "reunião financeira" mensal

Estabelecem um dia fixo (algo como "toda primeira segunda feira do mês" ou "todo dia 10 do mês") e façam uma reunião para avaliar como anda a vida e o desempenho financeiro do casal. Façam uma reunião "séria", como se fosse um compromisso profissional, e deixando de lado qualquer assunto que não tenha a ver com as finanças do casal. Se quiserem, discutam o resto depois.

Avaliem o que está sendo feito e vejam se os valores, objetivos e "eus financeiros" estão sendo corretamente observados.

5º - Definam responsabilidades

Dividam as responsabilidades financeiras de acordo com as habilidades, capacidades e gostos de cada um. Esqueçam conceitos como "isso é coisa de homem" e "aquilo é coisa de mulher". Se a mulher tem maior potencial de gerar dinheiro, através de sua atividade profissional, e se o homem é mais eficiente objetivo na hora de fazer compras no supermercado, explorem isso.

6º - Planejem as finanças, mas não deixem de viver o presente

Façam um planejamento cuidadoso dos gastos, mas não permitam que esse planejamento faça de suas vidas um inferno. Abra espaço para o prazer, e não se esqueçam do romantismo...

André Massaro - Educador financeiro e especialista em finanças pessoais. Autor dos livros "MoneyFit" e "Por dentro da bolsa de valores" (Matrix Editora) | www.moneyfit.com.br |www.andremassaro.com.br | Twitter: @andremassaro 

Via -  www.administradores.com.br
[ ... ]

Plano de Carreira - DEVE SER ELABORADO AINDA ANTES DE ENTRAR NA FACULDADE

Projetar o futuro profissional evita frustrações, além de ser um atitude econômica, pois ajuda a tomar as decisões certas

Nem sempre os jovens sabem exatamente qual profissão querem seguir e, os que acham que sabem, nem sempre compreendem, na prática, o que é ser um engenheiro, uma advogado, um médico ou qualquer outro profissional. A sugestão, no entanto, é fazer um plano de carreira, ainda antes de entrar na faculdade.
O plano de carreira vai atuar basicamente em três vertentes, avaliando a vocação do estudante, seu perfil comportamental e medindo a empregabilidade da profissão escolhida, evitando frustrações futuras, dada a atual realidade do mercado de trabalho.


De acordo com Marcos Garcia, da Serhumano Consultoria, sentar e planejar a carreira também é uma atitude econômica. “É importante para saber quais são as ações certas a tomar, ajudando a não gastar dinheiro com coisas que não vão levá-lo a lugar nenhum”, pondera Garcia.

Limitando os erros

Claro que nenhum plano de carreira consegue fazer com que as pessoas acertem cem por cento, mas os benefícios são, sim, muito claros. Garcia observa que a maioria dos jovens que vão buscar um teste vocacional está “perdida”. Por conta disso, a decisão sobre qual carreira seguir acaba sendo influenciada na maior parte das vezes pelos seus pais, de forma direta ou indireta.

Na forma direta o pai pressiona, ou mesmo obriga, seu filho a seguir uma determinada carreira; na forma indireta, o filho acaba seguindo a carreira de um dos pais por ser um dos poucos exemplos profissionais com que teve contato. De uma forma ou de outra o resultado não será positivo.

Então, sentar e projetar o futuro, avaliando suas características comportamentais, seu perfil profissional e observando melhor as exigências de cada profissão ajuda a evitar ter que trocar de graduação no meio do curso e perder tempo com especializações que não vão agregar em nada. “Quando começamos a planejar mais cedo nossos passos profissionais, as nossas escolhas e decisões poderão ser mais assertivas”, pontua Alexandre Guedes, diretor da Geara & Guedes Coaching e Consultoria Organizacional.

Vantagem competitiva

Além de limitar os erros, entender a importância do planejamento prévio ajuda o indivíduo a se tornar um profissional mais rápido. Quando você já sabe o que quer e está no caminho certo, você tem tempo para se dedicar a elementos que vão potencializar o seu sucesso.

O objetivo fundamental do plano de carreira é aumentar vantagem competitiva, preparando a pessoa, antecipadamente, para posicionar-se de maneira mais adequada no mercado de trabalho. "Com um plano o jovem conseguirá enfrentar, de maneira competitiva, outros profissionais que estejam eventualmente buscando uma inserção no mercado”, explica Guedes.

Indo além

O plano de carreira também é sugerido, pois ele tem o poder de ir além dos testes vocacionais. Ele não se restringe a dizer se o estudante tem que seguir uma carreira na área de humanas, exatas ou biológicas. Um bom plano de carreira, além de sugerir a área que o jovem possivelmente terá sucesso, tenta compreender se o jovem tem as competências necessárias para ser um profissional de sucesso naquela área.

Caso o estudante esteja determinado a seguir uma profissão, com o plano ele já consegue visualizar quais as competências que ele tem deficiência e pode, desde cedo, começar a desenvolvê-las.

Outra questão chave que o plano de carreira vai abordar é a diferença entre o que é uma profissão e o que é ser um profissional. Os consultores percebem que a inexperiência dos jovens é ainda mais sentida quando são levantadas questões como hierarquia, ética e permitir ser ajudado. Ser um profissional, portanto, é entender as exigências e pressões inerentes ao mercado de trabalho.

Networking desde já!

Os consultores concordam que construir uma rede de contato é essencial e deve ser iniciada o quanto antes. O período acadêmico deve ser aproveitado ao máximo nesse sentido. Professores e colegas de faculdade podem ser extremamente úteis futuramente.

As redes sociais também não devem ser descartadas. Garcia recomenda usar a ferramenta não só como uma fonte de lazer e entretenimento, mas também de forma séria, cultivando relacionamentos interessantes, criando novos contatos e buscando discutir ideias.

Via - Infomoney
[ ... ]
 

©2009 Portal da Mulher | by

©2009